Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

“Abelhas constroem ao redor do fígado vermelho, / Formigas constroem ao redor do osso preto. / Começou: o rasgar, o pisar as sedas, / Começou: o quebrar de vidros, madeira, cobre, níquel, prata, / espuma (…)” [trad. Nelson Ascher]. O advogado CZESLAW MILOSZ escreveu o poema chamado “um cristão pobre olha o gueto”, repleto de culpa diante da tragédia que se desenrolava a sua frente – Varsóvia, 1943, como datou no manuscrito. CZESLAW MILOSZ h. LUBICZ (1911-2004), aristocrata de origem lituana, perdeu a Pátria e sua classe social acabou-se. Fugiu em 1951 para a França, onde também foi malvisto, como se fosse um emigré qualquer. A sua exposição ao Mal, como o bíblico Job, fizeram-no poeta e ele ganhou o Nobel de Literatura em 1980. C. M. morreu num 14 de agosto como hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário