Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

O navio era de soldados anônimos, que sob o comando do general Lecor, iam fazer a guerra no Prata. O Monteiro de Vila Real e o Borges de Torre do Moncorvo talvez não se conversaram. Cada um tomava conta do seu bornal e cantil sem tempos para as sociabilidades. O Borges ficou por lá e dele é bisneto, o escritor Jorge Luís Borges. Do Monteiro, saiu a dinastia de jornalistas Mesquitas do “Estadão” em S. Paulo. A Argentina tornou-se nação e com o passar dos anos o entra e sai tornou-se normal. Vários brasileiros foram para lá e deram-se bem, e argentinos vieram para cá, com o mesmo resultado. ALEMANHA x ARGENTINA? Que vença o melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário