Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Como nasce a obra de arte? Com certeza não é produto do momento. Ela vem sendo construída silenciosamente durante milhares de anos até chegar o dia da revelação. É impossível fazer uma genealogia disto. Começa no Jardim ou antes. Se não veja isto: A primeira palavra que o andaluz PABLO Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno Cipriano de la Santíssima Trinidad Ruiz y PICASSO (1881-1973) falou, foi “piz” (lápis). Não se sabe o que a bailarina ucraniana Olga KHOKHLOVA (1891-1955) disse nas palavras inaugurais, mas, quando se encontraram ela apresentou-se assim: “Sou Olga Khokhlova, a sobrinha do Czar (...)”. Casaram-se em julho de 1918. O filho Paulo nasceu em 1921. As telas nos anos seguintes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário