Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Não é sobre a Jennifer Lopez que escrevo, mas chega perto. Estes Lopes são outros, apesar de sua exposição midiática quase ininterrupta. Eles começam no canavieiro e político MORDECAI RODRIGUES LOPES (1729-1752), filho de cristãos-novos portugueses beirões e trasmontanos estabelecidos na Jamaica (Pereiras, da Paz, Lousadas, Lamegos, etc). A sua filha Esther casou-se com o baronete da mesma origem, ABRAHAM FRANCO. A partir daí a sua descendência entrou na upper-class inglesa: Abraham Franco gerou a Ralph, que gerou a Massey. Este por sua vez gerou ao 1º Barão Roborough, este ao Honorável George, que casou-se com Sarah Violet Astor, e tiveram em 1977, a HARRY MARCUS GEORGE LOPES. HARRY LOPES fez algumas coisas imprevisíveis para um nobre inglês. Posou para o anúncio de roupas underwear Calvin Klein, mas, voltou ao normal, casando-se com a filha da Duquesa de Cornwall (Camilla Rosemary Parker Bowles). A filha de ambos, ELIZA LOPES, no casamento do príncipe Harry com a srtª Middleton foi considerada "one of the most photogenic members of the royal bridal party".

Nenhum comentário:

Postar um comentário