Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

O Imperador japonês Meiji (1852-1912) percebeu que ao seu filho Taisho e futuro imperador faltavam três qualidades necessárias para governar: inteligência, capacidade de se relacionar e a elegância. Para supri-las procurou uma nora que tivesse todos estes dons. E assim encontrou a futura imperatriz Teimei. Do casal Taisho e Teimei, nasceram quatro filhos: Hirohito (futuro imperador), Takahito, Nobuhito e Yasuhito. O príncipe caçula TAKAHITO (ou Mikasa-no-Mya Takahito Shinno) nasceu no 2 de dezembro de 1915. Como todos os membros da família ele teve uma educação esmerada e ao entrar na atividade dinástica, foi Oficial do Exército japonês e visitou japoneses na diáspora. Em 1958 ele visitou em Campinas a Fazenda Monte D´Este ou Colonia Tozan (de to/leste e zan/monte, homenagem ao dono do empreendimento, barão Iwasaki, grupo Mitsubishi, que assinava os seus escritos como “Tozan”). Além destas atividades protocolares, o príncipe TAKAHITO é um historiador e Orientalista de méritos. Fala e escreve hebraico, frequenta com regularidade as associações judaicas do Japão e tem um álbum com os autógrafos das autoridades israelenses ou rabinos que visitaram o Japão. É um pouco atrasado, mas otanjoubi omedetou gozaimasu (votos de feliz aniversário)..

Nenhum comentário:

Postar um comentário