Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

domingo, 27 de abril de 2014

JOÃO CRUZ COSTA (1904-1978) era gordo e baixinho, contava piadas e não se dava muita importância. Mesmo assim, quase esquecido, é um dos pais-fundadores da Filosofia/USP. A sua didática, segundo ele, era “chamar a atenção dos moços para (...)”. Esta expressão é recorrente nas suas entrevistas, depoimentos, etc. Um dia ele chamou a atenção da aluna Anita Novinsky: “Eu estava na sala de aula e ele me perguntou se eu conhecia Alexandre Herculano, Joaquim Mendes dos Remédios e Lúcio de Azevedo. Eu nunca tinha ouvido falar deles. Então, ele me sugeriu uma bibliografia e me transmitiu uma missão: estudar história dos cristãos-novos no Brasil, que era praticamente desconhecida até então (...)”. O resto, sabemos nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário