Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

sábado, 4 de janeiro de 2014

A epígrafe na lápide baseada no Gênesis: “And Romy walked with God with Purity and Humility” é incomum neste gênero de citações. Já anotamos milhares de epígrafes e ela não aparece em nenhuma das já vistas por nós. Se normalmente elas buscam uma semelhança entre o Ser biológico e o literário, quando a vimos, intuímos que ali repousou um místico e não apenas um crente, algo que o seu círculo intimo reconheceu ao registrar a frase bíblica onde o misterioso Enoque, raiz da mística judaica, é biografado. Foi o que pensamos ao passar pela lápide de Reuven ben Moshe Aaron, aliás, ROMY FINK, no Cemitério Israelita do Butantã, em S. Paulo. Fomos as várias fontes, dicionários e quem-é-quem, sem encontrar nada, mas, por sincronicidade, caiu nas mãos, o livro “Bodenlos: uma autobiografia filosófica” de Vilém Flusser e lá está o nosso personagem desconhecido. ROMY FINK (1912-1972) foi um advogado inglês, mas não só isto, ele possuiu múltiplos interesses: foi especialista em Shakespeare e arte japonesa, coreógrafo do Ballets de Monte Carlo. Descendia de uma dinastia rabínica, cultores da Cabalá, fundada por Joseph Caro, autor de Shulchan Aruch. Como conviva de Vilém Flusser em S. Paulo, ele serviu de tipo ideal judaico no livro já citado para discutir qual a essência do Judaísmo, e onde reconhece as suas atividades místicas como estudioso e praticante do Zohar. Recomendo o capítulo, simbolicamente o “18”, tanto para quem deseja conhecer o personagem, quanto, para os que procuram entender a essência moral e metafísica do Judaísmo. FOTO: ROMY FINK, circa 1960, ARQUIVO NACIONAL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário