Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

sábado, 30 de novembro de 2013

Ela nasceu num 10 de setembro, filha de um Orientalista e de uma aristocrata da família dos Medicis. Tentou ser atriz e escreveu um livro de poesias eróticas, sem sucesso. A família barrou-lhe os dois projetos. Foi babá em Londres, onde conheceu um conde, de atividades misteriosas (teosofia), e teve uma filha. Separou-se e ficou sem dinheiro em Paris. Entrou no nascente ramo da moda cindindo-o em dois caminhos distintos. Ela optou por vender, as vezes provocando espanto (foi ela quem difundiu o rosa-choque), apostou na roupa feita sob tamanho-padrão (popularizou o zíper) e no formato “desfile” como vitrines. Sempre fez o caminho oposto de Coco Chanel. A sua descendência também ficou ligada a moda. As suas netas são MARISA e BERRY BERENSON, esta última, esposa do ator Anthony Perkins, foi assassinada com todos os passageiros em 11 de setembro de 2001 no voo do American Airline Flight 11. A aniversariante ELSA SCHIAPARELLI passou pelo Brasil numa viagem de negócios – uma extravagancia para a época (1949), tal a dificuldade dos transportes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário