Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

sábado, 30 de abril de 2011

DOIS "INQUISIDORES" EM S. PAULO: LLORENTE e BORBÓN





Como se vestia um alto personagem da Inquisição?
Qual a aparência destes homens que detinham tanto poder?
Há dois retratos destes figurões, pintados por Francisco Goya (1746-1828), no acervo do MUSEU DE ARTE DE S. PAULO (MASP) ASSIS CHATEAUBRIAND, na Avenida Paulista nº 1578.
O primeiro retrato é de D. JUAN ANTONIO LLORENTE (1756-1893), Comissário do Santo Ofício espanhol, que pretendendo reformar a Inquisição, teve que expatriar-se na França. Escreveu um livro em quatro volumes denunciando a instituição: Histoire Critique de L´Inquisicion Espagnole (1817/8). Estes relatos seriam responsáveis pela “Leyenda negra” que fixou-se a Espanha.
O segundo “inquisidor” é o cardeal D. LUÍS MARÍA DE BORBÓN y VALLABRIGA (1777-1823), pertencente ao Santo Oficio e que foi um dos signatários do decreto que terminou com a Inquisição espanhola em 1808.
Os dois retratos estão no MASP e merecem ser vistos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário