Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

GENEALOGIA BRASILEIRA: JOAQUIM NABUCO e SÉRGIO BUARQUE DE HOLLANDA

Genealogia (parcial)
SHEMTOV BEN ABRAHAM
De Barcelos, Portugal

§ 1

I – SHEMTOV BEN ABRAHAM, Santo Fidalgo ou Diogo Pires como católico, casou-se com Orovida “Fidalgo”. Pais de:

1 (II) – Abraham ben Shemtov, que segue.
2 (II) – Esther bat Shemtov, que segue.
3 (II) – Reina, com geração.
4 (II) – Álvaro Dias, com geração.

II – ABRAHAM BEN SHEMTOV, Gonçalo Dias (como católico). Migrou para a Ilha da Madeira, onde pode ter deixado descendência, pois encontramos cristãos-novos com o sobrenome Fidalgo (que migraram para a Comunidade Judaica de Amsterdã) e Dias, nesta Ilha. Por hipótese genealógica, é possível que o Rabino Menasseh Ben Israel, descenda dele, pois este chamou-se ao nascer, Manuel Dias Soeiro, em Funchal, Madeira, enquanto o seu pai chamou-se Gaspar Rodrigues Nunes, como um dos membros desta árvore genealógica.

II – ESTHER BAT SHEMTOV, Gracia Dias, c.c. Francisco Rodrigues, cristão-novo, mercador. São os pais de:

1 (III) – Diogo Dias (Pires), que segue.
2 (III) – Gaspar Rodrigues, que segue.
3 (III) - Isabel Dias de Sá, que segue.
4 (III) – Uma filha, que segue.

III – DIOGO DIAS (Pires), cristão-novo, mercador, casou-se com _____________ , filha do Ourives Jorge Lopes, nascido como Jacob, filho de Velida e Isaac Rua, judeus de Barcelos. São os pais de:

1 (IV) – Uma filha, casada com António Correa, de Carepeços.
2 (IV) – Uma filha casada com Teodósio Pereira, advogado em Viana.
3 (IV) – Uma filha casada com Duarte Cardoso, que segue.

IV - __________________, casada com Duarte Cardoso. São os pais de:


1 (V) – Maria de Sá casada com Manuel da Cunha, de Viana. Ela foi presa pelo Santo Ofício.

III – GASPAR RODRIGUES, o Bisano, médico (“surgião”) em Barcelos, casado com Brites Felgueira. São os pais de:

1 (IV) – Gomes Felgueira, Abade de Vensirmes.
2 (IV) – António Felgueira, Clérigo.
3 (IV) – Maria Felgueira, a Malafaia, casada com Gregório Correia Leite. Extensa geração descrita em Felgueiras Gayo.
4 (IV) – Caterina Felgueira casada com Manuel Barbosa, com geração.

III – ISABEL DIAS DE SÁ, casada por duas vezes: a primeira com António Maia e a segunda, com Manuel de Faria Muniz. São os filhos destas uniões:

a) primeira união

1 (IV) – Duarte de Sá, que segue no § 2 – Descendentes Brasileiros.
2 (IV) – Melchior Maia, migrou para Pernambuco.
3 (IV) – António Maia, migrou para Pernambuco.

b) segunda união

4 (IV) – Gracia de Freitas casada com Paulo da Cunha [Ribeiro] Sottomayor, com geração nos Senhores da Casa do Belinho em Esposende.
5 (IV) – António de Faria, que segue.


IV – LICENCIADO ANTÓNIO DE FARIA, Juiz de Órfãos no Porto, casado com Leonor Velho Barreto. São os pais de:

1 (V) – Manuel de Faria Barreto, “que morreo queimado pelo Santo Ofício”.
2 (V) - Antónia de Faria Barreto casada com Diogo Lopes de Carvalho.


§ 2
DESCENDENTES BRASILEIROS

IV – DUARTE DE SÁ nasceu em Barcelos e morreu em Olinda, Pernambuco (1526? – 25 de fevereiro de 1612). Foi casado com Joana Tavares. São os pais de:

1 (V) – António de Sá Maia, que segue.

V – ANTÓNIO DE SÁ MAIA faleceu no Recôncavo Baiano em 1638. Foi casado com Catarina de Albuquerque. São os pais de:

1 (VI) – Brites de Albuquerque, que segue.
2 (VI) – José de Sá e Albuquerque, que segue.

VI – BRITES DE ALBUQUERQUE, casada com Filipe Paes Barreto. São os pais de:

1 (VII) – Maria de Albuquerque, que segue.
2 (VII) – Catarina de Melo Albuquerque, que segue.

VI – JOSÉ DE SÁ E ALBUQUERQUE, o Olho de Vidro, nascido em Olinda em 1620. Primeiro genealogista da família. Foi casado com a sobrinha CATARINA DE MELO ALBUQUERQUE, filha de Brites de Albuquerque e Filipe Pais Barreto. São os pais de:

1(VII) – Maria Maior de Albuquerque, que segue.

VII – MARIA MAIOR DE ALBUQUERQUE, casada com JOÃO PAES BARRETO, Morgado do Cabo, filho de MARIA ALBUQUERQUE e Estevão Paes Barreto, trineto de DUARTE DE SÁ. São os pais de:

1 (VIII) – João Paes Barreto, que segue no § 3 (NABUCOS).
2 (VIII) – Inês Brites Xavier, que segue no § 4 (BUARQUES DE HOLLANDA).

§3
NABUCOS

VIII – JOÃO PAES BARRETO, Morgado do Cabo, casado com Maria Luisa de Melo. São os pais de:

1 (IX) – Estevão Paes Barreto, que segue.

IX – ESTEVÃO PAES BARRETO, Morgado do Cabo, casado com MARIA ISABEL BARRETO, descendente de DUARTE DE SÁ por seu pai FILIPE PAES BARRETO. São os pais de:

1 (X) – Maria José da Felicidade, que segue.

X – MARIA JOSÉ DE FELICIDADE casada com FRANCISCO ANTONIO DE SÁ BARRETO, descendente de DUARTE DE SÁ, por seu pai, do mesmo nome. São os pais de:

1 (XII) – Ana Benigna de Sá Barreto, que segue.

XII – ANA BENIGNA DE SÁ BARRETO casada com José Thomaz Nabuco de Araújo. São os pais de (dentre outros):

1 (XIII) – Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo, que segue.

XIII – JOAQUIM AURÉLIO BARRETO NABUCO DE ARAÚJO, Quincas, nasceu em Recife e morreu em Washington (19 de agosto de 1849 – 17 de janeiro de 1910). Deputado, diplomata, escritor, historiador, jornalista e pensador católico. Casado com Evelina Torres Soares Ribeiro (Paris, 1865 – Rio de Janeiro, 1948), filha de José Antonio Soares Ribeiro, Barão de Inoã e Carolina Soares Torres. São os pais de:

1 (XIV) – Maria Carolina Nabuco de Araújo (1890 –1981). Escritora.
2 (XIV) – Maurício Hilário Barreto Nabuco de Araújo (1891-1979). Diplomata.
3 (XIV) – Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo Filho (1894-1968). Sacerdote na Cúria Romana.
4 (XIV)- José Thomaz Nabuco de Araújo, que segue.

XIV – JOSÉ THOMAZ NABUCO DE ARAÚJO, nasceu em South Kensington (1902-1994). Advogado no Rio de Janeiro. Casado com Maria do Carmo Cesário Alvim de Melo Franco (1907-2001), filha de Afrânio de Melo Franco e Silvia Cesário Alvim. Irmã de Afonso Arinos (1905-1990), autor da Lei que leva o seu nome, feita para combater o racismo. José Thomaz é autor de Um Médico do Brasil Colônia: o Cirurgião-mór Manoel Fernandez Nabuco e a sua gente. São os pais de:

1 (XV) – Sílvia Maria (“Vivi”) da Glória de Melo Franco Nabuco, que foi casada com o banqueiro Antonio Carlos de Almeida Braga, com geração.
2 (XV) - Joaquim Aurélio de Melo Franco Nabuco casado com Maria Lúcia Maurity de Souza, com geração.
3 (XV) – José Thomaz Nabuco de Araújo Filho casado com Maria Luisa Proença, com geração.
4 (XV) – Maria do Carmo de Melo Franco Nabuco casada com o banqueiro José Luís de Magalhães Lins, este, descendente de Manuel de Paredes, primeiro cristão-novo denunciado como judaizante no Brasil (VALADARES: 170), com geração.
5 (XV) – Afrânio de Melo Franco Nabuco casado com Maria Rita de Oliveira Sampaio, com geração.
6 (XV) – José Maurício Nabuco de Araújo casado com Regina Castelo Branco, com geração.

§4
BUARQUES DE HOLLANDAS

IX – INÊS BRITES XAVIER casada com João Paes Barreto de Mello, Capitão-Mór da Companhia de Granadeiros do Terço de Infantaria Auxiliar do Cabo de Santo Agostinho. São os pais de (dentre outros):

1 (X) – José Luís Paes de Mello, que segue.

X – JOSÉ LUÍS PAES DE MELLO (1740-1789), Capitão-Mór de Infantaria e de Ordenanças e Comandante de Uma e Cabo, casado com Ana Florência da Conceição (Wanderley). São os pais de:

1 (XI) – Francisco Xavier Paes de Mello Barreto, que segue.

XI - FRANCISCO XAVIER PAES DE MELLO BARRETO (1765-1836), Fidalgo-Cavaleiro da Casa Imperial, casado com Maria Rita Wanderley. São os pais de:

1 (XII) – José Luís Paes de Mello Barreto, que segue.

XII – JOSÉ LUÍS PAES DE MELLO BARRETO (1784 - 1844), Cavaleiro-Fidalgo da Casa Imperial e Sr. do Engenho Maragi (Rio Formoso), casado com Luisa Isabel de Hollanda Cavalcanti de Albuquerque, filha de Cristóvão de Hollanda Cavalcanti de Albuquerque (Sr. do Engenho Marrecos, Maragogipe) e Paula Bezerra Cavalcanti de Albuquerque. São os pais de:

1 (XIII) – Maria Madalena Paes de Hollanda Cavalcanti, que segue.

XIII – MARIA MADALENA PAES DE HOLLANDA CAVALCANTI (1835 – 1924) casada com Manuel Buarque de Gusmão Lima (1823 – 1906), Senhor do Engenho Macaco em Porto Calvo, Alagoas. São os pais de (dentre outros):

1 (XIV) – Cristóvão Buarque de Hollanda Cavalcanti, que segue.

XIV – CRISTÓVÃO BUARQUE DE HOLLANDA CAVALCANTI nasceu em Rio Formoso, Pernambuco e morreu no Rio de Janeiro (1864-1944). Químico. Fundador da Escola de Farmácia, Odontologia e Obstetrícia de S. Paulo. Casado com Heloísa de Araújo (1868 - 1957). São os pais de:

1 (XV) – Sérgio Buarque de Hollanda, que segue.
2 (XV) – Jaime Buarque de Hollanda (1904 - 1997), casado com Maria Carlota Machado da Silva, neta materna do Ministro José Higino Duarte Pereira (1847-1901), com geração.
3 (XV) – Cecília Buarque de Hollanda (1908 - 1999), solteira, sem descendentes.

XV – SÉRGIO BUARQUE DE HOLLANDA nasceu e morreu em S. Paulo (11 de julho de 1902 – 24 de abril de 1982). Bacharel em Direito, jornalista e historiador. Participou da Semana de Arte Moderna de 1922. Dirigiu várias instituições culturais, foi Adido Cultural na Itália e lecionou na Universidade do Distrito Federal (RJ), de S. Paulo (USP, 1958-1969), de Roma, Indiana, Yale e Nova York. Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT). Autor de vários livros, destacando-se Raízes do Brasil (1936) e Visão do Paraíso: motivos edênicos do descobrimento e colonização do Brasil (1959), incluídos entre as grandes obras de explicação do Brasil. Casado com Maria Amélia Cesário Alvim (1910), descendente do Rabino Abraham Senior, último Rabino-mór de Castela. São os pais de:

1 (XVI) – Heloísa Maria (“Miucha”) Buarque de Hollanda, cantora, foi casada com o cantor João Gilberto Prado Pereira de Oliveira, com geração.
2 (XVI) – Sérgio Buarque de Hollanda Filho, economista, casado com Mary Lou Paris, com geração.
3 (XVI) – Álvaro Augusto Buarque de Hollanda, advogado, solteiro, sem descendência.
4 (XVI) – Francisco (“Chico”) Buarque de Hollanda, cantor, compositor e romancista. Foi casado com a atriz Marieta Paixão Severo da Costa, com geração.
5 (XVI) – Maria do Carmo Buarque de Hollanda, fotógrafa, solteira, sem descendência.
6 (XVI) –Ana Maria Buarque de Hollanda, casada com Roberto de Freitas Guimarães, com geração.
7 (XVI) – Maria Cristina Buarque de Hollanda, cantora, casada com Homero Honório Ferreira Júnior, com geração.

De uma união extraconjugal com Anne Margueritte Ernst:

1 (XVI) – Sérgio Georg Ernst, nascido em Berlim (1930?).

§5
Desentroncados
GONSALVES DE MELLO

XV (por estimativa) – JOSÉ ANTONIO GONSALVES DE MELLO, nasceu e morreu em Recife (16 de dezembro de 1916 – 7 de janeiro de 2002), filho de Ulysses Pernambucano de Mello e Albertina Carneiro Leão. Foi especialista na história da presença holandesa no nordeste brasileiro. No seu magnus opus: Gente da nação (1990) ele conta usando como epígrafe os versos do escritor argentino Jorge Luís Borges (1899-1986), que consultou o primo Sylvio Paes Barreto sobre uma possível origem judaica e este lhe informou que descendia do velho Duarte de Sá, das linhas anteriores. A família Pernambucano de Mello possui ascendência Fonseca Galvão, cujo ramo alagoano, o dos “Sete Macabeus”, do Marechal Deodoro da Fonseca (1827-1892), consideram-se aparentados ao Rabino Isaac Aboab. Quando o avô paterno do historiador esteve no RJ recebeu do Marechal o tratamento de “primo”, reconhecendo o parentesco entre as duas famílias.

Um comentário:

  1. Paulo,
    Bom dia!
    Estamos na busca dos pais de "Luciano Dias Cardoso de Vargas o Abraão do Jaguaribe". Tem alguma informação que possa nos ajudar nessa busca. Tem uma linha que sugere que ele descende de uma Neta de Santo Fidalgo, casada com Duarte Cardoso. Pode nos ajudar?

    ResponderExcluir