Quem sou eu

Campinas, S. Paulo, Brazil
Historiador, Mestre em História Social (USP). Autor de "A presença oculta. Genealogia, identidade e cultura cristã-nova brasileira nos séculos XIX e XX": co-autor do "Dicionário Sefaradi de Sobrenomes / Dictionary of Sephardic Surnames" , "B.J. Duarte, caçador de imagens" e “Os primeiros judeus de S. Paulo - uma breve história contada através do Cemitério Israelita de Vila Mariana”.

domingo, 31 de janeiro de 2010

DICIONÁRIO DE CELEBRIDADES ESPORTIVAS (FRAGMENTOS)


PICHICHI (Rafael Maria Miguel Moreno Aranzadi). Jogador espanhol de futebol, n. em Bilbao e m. ao comer ostras estragadas (23/05/1892 - 01/03/1922). Primo do filósofo Miguel de Unamuno (1864-1936). Atacante. Athletic de Bilbao. Campeão espanhol (14, 15, 16 e 21). Seleção espanhola (1920, 5 partidas, 1 gol): medalha olímpica de prata (20). É considerado o símbolo do artilheiro espanhol. O seu nome foi dado ao troféu dado ao goleador espanhol (foto).
PIENAAR, Jacobus François. Jogador e treinador sulafricano de rugby, n. em Vereeniging (02/01/1967). Jogou na seleção nacional (Springbokke) entre 1993 a 1996. Capitão na decisão Rugby World Cup (24/06/1995, República Sulafricana 15 x Nova Zelândia 12). Partida que marca simbolicamente a derrota do apartheid e deu origem ao filme Invictus (2009), de Clint Eastwood.
PIENDIBENE (Jose Antonio Piendibene Ferrari). Jogador uruguaio de futebol, n. em Pocitos (05/06/1890 - 12/11/1969). Atacante. Peñarol (1908-28, 506 partidas, 253 gols). Campeão uruguaio (11, 21, 24 e 26). Seleção Uruguaia (1909-22, 40 partidas, 21 gols).
PIETRA, Minervino José Lopes. Jogador português de futebol, n. em Lisboa (0103/1954). Lateral direito. Benfica (1976-86, 314 partidas, 26 gols) e Belenenses. Campeão português (76, 80, 82 e 83). Seleção portuguesa (1973-83, 28 partidas, 1 gol).
PÍNDARO de Carvalho Rodrigues (v. Carvalho, Píndaro).
PÍNDARO Possidente Marconi. Jogador brasileiro de futebol, n. em Pádua e m. no Rio de Janeiro (12/03/1925 – 07/08/2008). Lateral direito. Fluminense (1948-55, 256 partidas). Campeão carioca (51).
PINGA I (José Lázaro Robles). Jogador brasileiro de futebol, n. em S. Paulo e m. em Campinas (11/02/1924 - 08/05/1996). Irmão do atacante Pinga II (Arnaldo Robles, 1921), Portuguesa Desportos e pai do ponta esquerda Ziza, Atlético Mineiro. Ponta esquerda. Juventus, Portuguesa (1944-52, 316 partidas, 284 gols, recordista) e Vasco da Gama (1952-61, 466 partidas, 250 gols). Campeão carioca (56 e 58). Seleção Brasileira (1950-5, 17 partidas, 10 gols).
PINGUELA (João Paulo de Oliveira). Jogador e treinador brasileiro de futebol, n. em Ponte Nova e m. em Salvador (24/06/1928 – 13/05/2006). Zagueiro. Bangu, Fluminense, Vitória, Bahia, Náutico e Itabuna. Seleção brasileira (1957, 2 partidas).
PINHEIRO, João Carlos Batista. Jogador e treinador brasileiro de futebol, n. em Campos (13/01/1932). Zagueiro. Americano, Fluminense (1948-61, 604 partidas) e Bahia. Campeão carioca (51 e 59). Eleito para "o melhor Fluminense de todos os tempos" (Placar). Seleção Brasileira (1952-5, 17 partidas, 1 gol).
PINTO BASTO, Guilherme Ferreira. Esportista português, n. em Lisboa (01/02/1864 – 26/07/1957). Nascido numa família de grandes comerciantes portugueses, com ancestrais ingleses (Nicholson, Custance, Allen e Stevenson). Praticou a patinação, hóquei no gelo, ciclismo, corridas de cavalos, bandarilheiro, vela, remo, automobilismo, golfe, futebol e tênis. Chamado o “pai do futebol português”, pois ao lado dos irmãos Eduardo (1869-1944) e Frederico Tomás (1872-1939) trouxeram bolas da Inglaterra onde estudaram para a prática do esporte. Os três estiveram no primeiro jogo do país (22/01/1889).

Nenhum comentário:

Postar um comentário